Procedimento do Concurso

PRODEDIMENTOS PARA O CONCURSO EXTERNO DE PESSOAL NAVEGANTE DE CABINE PNC – TAAG

  • Escolaridade mínima do Ensino Médio (12ª Classe);
  • Domínio Fluente da Língua Portuguesa e Inglesa (Escrita e falada), Factor Eliminatório;
  • Conhecimentos de Informática, na óptica do utilizador;
  • Idade entre 18 aos 35 anos;
  • Boa apresentação;
  • Boa capacidade de comunicação;
  • Saber nadar, Factor Eliminatorio ;
  • Altura mínima 1.60m e máxima 1.80m;

  • Ser portador de Licença de Voo;
  • Medical Válido;
  • Certificado de Formação Habilitante de PNC;

  • Excelente capacidade de liderança, comunicação e de trabalho em equipa;
  • Elevado desempenho em termos de assertividade, tomada de decisão e de resolução de problemas;
  • Sólidos Conhecimentos de Natação;
  • Resistência ao Stress;
  • Assiduidade e pontualidade;
  • Assertividade;
  • Foco para com o cliente;
  • Sentido de responsabilidade e organização;

Os candidatos devem submeter a sua candidatura pelo site (recrutamento.taag.com) mediante um concurso externo em aberto, anexando CV detalhado.

  • Licença de Voo;
  • Cópia do B.I;;
  • Medical Válido;
  • Passaporte;
  • Certificado de Habilitações Académicas;
  • Recenseamento Militar (Sexo Masculino);
  • 1 Fotografia tipo Passe;
  • Registo Criminal;

1. Todos os actos preparatórios do processo de seleção, análises curriculares e provas serão organizadas e efectuadas pelos serviços técnicos competentes da Direcção de Recursos Humanos (SRS-GM) e Direcção de Operações de Voo (DOV), de forma coordenada e com a colaboração da Unidade de Serviços Clínicos (USC), para avaliação técnica.

2. Todas as decisões intercalares ou finais exigidas pelo desenvolvimento e conclusão do processo de seleção são da competência da Direcção de Recursos Humanos e constarão obrigatoriamente na acta assinada pelos membros que fazem parte do corpo de Júri.

3. Os requisitos mínimos de candidatura são publicitados por anúncio e circular interna.

1. O júri do processo de seleção é constituído por:

Directora de Recrusos Humanos da TAAG ou seu Representante;
Director de Operações de Voo da TAAG;
Subdirector SAB – Subdirecção de Assistência a Bordo ou seu representante;
Opcionalmente, o Administrador para “área de Operação de Voo” ou representante, poderá participar do júri apenas como observador e sem direito a votar nas decisões.

2. O júri delibera por maioria absoluta.

1. Competirá ao Recrutamento e Seleção a organização dos processos referentes a todas as candidaturas apresentadas e o apoio técnico administrativo ao júri do processo de seleção.

2. Deverá ser elaborada uma listagem das candidaturas apresentadas nas condições de acordo com os requisitos estabelecidos e constantes do anúncio e da circular publicitados, que será apensa a ata da reunião do Júri do processo de Seleção.

3. Todos os requisitos exigidos terão de se verificar na data limite de apresentação de candidaturas, ficando vedado de modo definitivo quaisquer subsequentes atualizações.

4. Será elaborada uma listagem das candidaturas recebidas dentro do prazo estabelecido que tenham sido rejeitadas, com a indicação do requisito ou requisitos em falta, que será apensa a ata da reunião do Júri do Processo de Seleção.

5. Consoante calendarização serão afixadas as listas de candidatos aceites. Os candidatos rejeitados serão informados por email.

6. Os candidatos terão um prazo para reclamar, segundo estabelecido na Calendarização.

7. As reclamações eventualmente recebidas serão objecto de apreciação e decisão do Júri do processo de Selecção, de forma que os respetivos candidatos possam tomar conhecimento da mesma, aquando afixação da lista definitiva.

8. O Medical terá de se encontrar válido a altura da apresentação da candidatura.

1. O processo de seleção incidirá sobre os candidatos pré-selecionados e será estruturado em três fases:

1ª Fase - Hierarquização dos candidatos
2ª Fase - Submissão dos candidatos as provas de seleção
3ª Fase - Realização da Avaliação Prática- MOCK-UP.

2. Todas as fases poderão ser eliminatórias de acordo com critérios homologados pelo júri do processo de Seleção

  1. Os candidatos pré-selecionados serão objecto de avaliação curricular de acordo com os critérios definidos nos requisitos mínimos e documentação necessária.
  2. Hierarquização dos candidatos
  3. Após análise das candidaturas, a listagem será escalonada mediante o tempo da realização da formação habilitante, não sendo superior a 5 anos.
1. Serão chamados para a 2ª fase do processo de selecção os candidatos que eventualmente não tenham comparecido na 1ª fase do Processo de Selecçao, desde que comprovem a sua não comparência. Entretanto, os candidatos chamados para a 2ª fase serão submetidos a uma entrevista pelo Júri do Processo de Selecção_Director de RH ou seu representante para decisão final.

2. Os candidatos chamados serão submetidos sequencialmente às provas seguintes, todas eliminatórias, nas quais lhes será atribuída a classificação de “ APTO” ou “NÃO APTO”.

  1. Prova de Natação;
  2. Avaliação Psicológica;
  3. Prova escrita de Inglês;
  4. Prova escrita de Português;
  5. Avaliação Médica;
  6. Entrevista com os Membros do Júri;
3. No exame de Língua Inglesa, será atribuída a avaliação de “APTO” aos candidatos, cujo nível de conhecimentos corresponda ao nível de proficiência exigido. No caso do nível de conhecimentos não corresponder ao nível de proficiência exigido, será atribuída ao candidato a avaliação de “NÃO APTO”.

4. Na prova de avaliação psicológica aos candidatos só poderão ser atribuídas as classificações de “ APTO” “NÃO APTO” ou “ APTO com Revervas”.

5. Serão considerados Aptos com Reservas todos os candidatos, cujos resultados suscitam reservas em alguns itens avaliados no teste de avaliação psicológica.

6. Os candidatos classificados em qualquer prova como “NÃO APTOS”, ficarão imediatamente excluídos, devendo ser informados por e-mail.

7. Os candidatos classificados em qualquer prova como “ NÃO APTOS”, só poderão voltar a concorrer 12 meses após a data em que foram eliminados.

5. A avaliação médica será realizada pela USC – Unidade de Serviços Clínicos da TAAG. Serão considerados como, “NÃO APTOS” no processo de selecção, os candidatos que não obtiverem na avaliação médica a classificação de “ APTO”.

5. Os candidatos aprovados em todas fases frequentarão o Curso de Integração e Familiarização, ”Padrão TAAG”.

5. Serão admitidos na TAAG, todos os candidatos considerados “APTOS” largados no final do Curso de Integração e Familiarização, “Voos Assistidos”.